Black Hat SEO: fuja dessa estratégia!

Em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas que desejam ter resultados com rapidez precisam saber como se posicionar no meio online e fora dele. Algumas técnicas podem ajudar nesse objetivo. Contudo, é preciso atenção, pois nem todas são as mais indicadas, inclusive por questões de ética, como é o caso do black hat SEO.

Black Hat SEO: fuja dessa estratégia!

Basicamente, o black hat SEO é um conjunto de técnicas para otimização das páginas nos mecanismos de busca, porém com métodos questionáveis e reprovados pelos mecanismos de busca como o Google.

Geralmente são aplicadas com o intuito de enganar o buscador, alcançando resultados mais rápidos e de forma incorreta, ou de modo a prejudicar concorrentes.

Diferentemente das técnicas tradicionais e válidas de SEO, conhecidas como white hat, essas ações seguem um caminho contrário e forçam o posicionamento.

Isto posto, conhecer o conceito é importante para entender e evitar o uso de técnicas que possam comprometer o marketing digital do seu negócio.

O que é black hat?

Black hat são práticas irregulares de SEO que visam o ganho de posições de destaque nos resultados de busca de maneira antiética.

As técnicas tentam manipular os algoritmos dos buscadores para melhorar o ranqueamento de páginas. No entanto, por ferirem as diretrizes das plataformas, essas ações ocasionam punições quando identificadas.

Bing e Google, por exemplo, são mecanismos de pesquisa que deixam bem definidas as técnicas que consideram aceitáveis e quais práticas vão contra os seus termos.

Assim, elas se aperfeiçoam para identificar práticas inadequadas mais rapidamente, o que pode levar a perda de posição, ao invés do contrário.

Para isso, os buscadores são bem claros com relação às punições para os que violam as suas diretrizes e cada prática ou reincidência apresentam um grau de prejuízo.

Dentre os riscos que o uso de técnicas de black hat gera em relação às penalizações para os sites está a perda de posição, queda do tráfego orgânico e até exclusão do site da SERP.

Por isso, é importante ter atenção a algumas práticas. Se destacam entre as ações de black hat SEO a apresentação de conteúdos desordenados ou plagiados para enganar as ferramentas de busca.

Outros exemplos são romper o regulamento estabelecido pelo mecanismo de busca e criar experiências consideradas pobres para o usuário, priorizando apenas o algoritmo.

Lembre-se que a experiência de valor para o usuário é o principal foco das boas ações de SEO e marketing digital, bem como é o objetivo dos buscadores. Assim, lesá-lo é prejudicial à página.

Riscos do black hat SEO

A utilização de técnicas de black hat para o ranqueamento das páginas tem alguns riscos significativos para o site, devendo ser avaliados com propriedade.

Inclusive, as consequências são um importante ponto para que os profissionais que atuam com o marketing não optem por esse método. Afinal, a longo prazo, são mais prejudiciais do que benéficas.

O black hat SEO pode até funcionar, mas os seus resultados duram pouco tempo e os riscos podem fazer com que seja necessário começar um site do zero.

Técnicas de black hat SEO que devem ser evitadas

Aos iniciantes, quando o assunto é SEO, é normal ter dúvidas sobre quais técnicas podem ser utilizadas.

Nos princípios básicos de SEO, existem muitos métodos de white hat e muitas estratégias consideradas avançadas que exigem atenção aos detalhes para obter bons resultados.

Sendo assim, quanto mais você souber sobre as técnicas de SEO como um todo, bem como sobre quais ações de black hat que devem ser evitadas, melhor será para o marketing do seu negócio.

Confira nos tópicos abaixo algumas das técnicas que não devem ser utilizadas:

  1. 1. Doorway pages
  2. São páginas caracterizadas por usar palavras-chave otimizadas só para garantir um bom posicionamento nos resultados de busca.

    Quando o usuário acessa a página, ele é automaticamente direcionado para outra página com conteúdos considerados maliciosos.

    Com isso, entende-se que o desenvolvedor forçou o posicionamento.

  3. 2. Link Farms
  4. São sites em que o conteúdo consiste em links para outras páginas. Alguns backlinks são criados e, na teoria, conseguem melhorar a relevância do site.

    No entanto, essas linkagens não agregam valor real à experiência do usuário e, nem sempre, as páginas usadas são de qualidade e relevantes, sendo usados apenas para fabricar linkagens.

    Por isso, o indicado é que os profissionais se dediquem à produção de conteúdo relevante e invista em guest post.

  5. 3. Cloaking
  6. É uma técnica muito semelhante a de doorway pages, mas a diferença é que o alvo não é o usuário final, mas os robôs.

    Os sites são otimizados para apresentarem aos indexadores conteúdos diferentes dos que serão apresentados aos usuários, ou seja, para os buscadores é algo novo e qualificado, enquanto os usuários podem ser encaminhados para uma página prejudicial ou com navegabilidade ruim.

  7. 4. Sneaky Redirects
  8. O uso desta técnica visa fazer com que os buscadores indiquem as páginas que têm conteúdos, mas ao ser redirecionado o usuário depara-se com outros materiais.

    Ou seja, a página indexada e a de destino são diferentes, tendo informações distintas, inclusive conforme a plataforma usada para acesso.

    Um exemplo é quando usuários de desktop são direcionados para uma página comum e usuários de mobile são direcionados para uma página de spam.

  9. 5. Conteúdos duplicados
  10. O ato de copiar conteúdos na internet é facilmente identificável pelos algoritmos do Google, além de ser uma atitude questionável.

    Este processo gera punições e trata-se de uma técnica pouco eficaz, pois os buscadores privilegiam os conteúdos mais antigos, conforme o seu ranqueamento, e únicos.

    Além disso, cabe ressaltar que o plágio é crime e pode acarretar em outros tipos de sanção.

Como o Google pune quem realiza o uso da prática de black hat SEO?

Após compreender quais são as práticas inadequadas, é válido ressaltarmos quais implicações o uso dessas técnicas pode ocasionar.

Na prática, os profissionais que insistem no uso do método de black hat SEO podem ser punidos das seguintes formas:

  • Redução de tráfego por meio de busca orgânica;
  • Queda no ranqueamento;
  • Remoção dos resultados de busca (por razões legais e segurança);
  • Remoção manual por conta de denúncia;
  • Exclusão do site.

Portanto, conhecer algumas técnicas de black hat SEO e as punições que podem ocorrer ao utilizá-las são maneiras das empresas evitarem problemas e colocarem em prática estratégias de SEO que sejam aceitas pelos buscadores, tendo bons resultados com as ações.

idealmarketing.com.br